O Poder dos Aplicativos para Smartphones

O mercado de aplicativos continua em crescimento constante e não dá sinais de que vai mudar de figura tão cedo. De acordo com o instituto IBOPE, cada vez mais, os smartphones se tornam o principal objeto de desejo dos consumidores do Brasil e até do mundo inteiro e, mais que isso, ganham uma importância quase vital de acordo com as pessoas e as suas necessidades atuais.

Isto deve-se sobretudo as apps e a ajuda que elas dão e permitem em quase todos os aspetos das nossas vidas. Por isso é interessante conhecer como se chegou a este ponto, uma vez que, isto não surgiu do nada com a criação de smartphones.

O começo das apps vem dos jogos online e sobretudo dos MMORPG’s e jogos de casino online. Isto porque estes jogos sempre tiveram bastante procura a nível mundial mas tinham um pequeno problema: era “obrigatório” estar em frente a um computador para os jogar seja o WoW (World of Warcraft), jogos de póker ou slots online, por exemplo, entre outros. Com o aparecimento dos smartphones e tablets passou a ser possível jogar estes jogos online em praticamente qualquer lado. Porém alguns jogos consomem muita internet e de início isso foi o impulsionador para as produtoras e editoras destes tipos de jogos criarem alguns aplicativos que permitiam o acesso offline. Daí até que as marcas e empresas se apercebessem do potencial que existe em criar uma app em termos de personalizacão e alcance dos potenciais clientes foi apenas um pequeno passo e assim chegamos a situacao atual.

Os apps de mensagens instantâneas como o Whatsapp e o Line são atualmente dois dos que mais crescem. O aumento foi de 203% ano passado e, segundo uma companhia de pesquisa norte americana, o crescimento deste tipo de apps triplica a cada ano, acompanhando a valorização no mercado. Um bom exemplo é a oferta de 3 bilhões de dólares do Facebook pelo aplicativo de mensagem Snapchat, no final do ano passado. Esse crescimento de mensagens instantâneas baseadas em aplicativos conectados à Internet tem impactado diretamente na queda da receita das operadoras de Telecom com seus serviços de SMS.

Em segundo lugar, os aplicativos de focados em aumento de produtividade, tanto corporativa quanto na vida pessoal, tiveram um aumento de mais 150%. Aplicativos de música, mídia e entretenimento como Netflix, Deezer, entre outros, aumentaram em mais de 80%. Estilo de vida e compras aumentaram mais de 70%, jogos online 90%, esportes e saúde (50%) e, por último, os apps de notícias e revistas com 30%.

É indiscutível que as duas principais plataformas de investimento para aplicativos continuam sendo os sistemas operacionais iOS, da Apple, e Android, do Google. De acordo com um levantamento realizado pelo International Data Corporation (IDC), ao final de 2013,  mais de 90% dos smartphones vendidos em todo o mundo possuíam Android ou iOS.

Aplicativos para Smartphones foto

Aplicativos para Smartphones imagens

Aplicativos para Smartphones imagem

Aplicativos para Smartphones





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *